Design para Democracia #1

19511087_1910252292585946_8695820920449944171_n

Em resposta à carta dos designers Ezio Manzini e Victor Margolin intitulada “Stand Up for Democracy”, o SeedingLab (Grupo de Pesquisa em Design Estratégico para Inovação Cultural e Social e filiado à DESIS Network) criou um ciclo de eventos para debater o papel do Design para a Democracia: para questioná-la, fortalecê-la, rompê-la, recriá-la… em suma, para dar voz e vez a uma cidadania renovada, ciente de seu papel e seu agir.
Convidamos a comunidade do Design de Porto Alegre a responder conosco esse chamado!

De junho até o final do ano teremos encontros mensais, com formatos diferentes, onde iremos estimular a discussão, a troca e a ação projetual.
O primeiro encontro traz a professora Maria Helena Weber (UFRGS) para falar sobre Democracia e Mídias.

>>> Evento gratuito. Entrada sujeita a lotação da sala <<<

Acesse a carta de Manzini e Margolin traduzida para o português: https://goo.gl/Swa19o

# Onde: UNISINOS POA – Av. Dr. Nilo Peçanha, 1640. Sala 807.
# Data: 11/07, terça-feira
# Horário: das 18h30 às 21h00

___ MARIA HELENA WEBER ________________________________
Professora Titular da UFRGS e Coordenadora do projeto Observatório de Comunicação Pública (OBCOMP). Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ e mestre em Sociologia pela UFRGS, onde se formou em Comunicação Social. Sua produção científica e atividades estão vinculadas a temáticas sobre comunicação política, comunicação pública e comunicação organizacional; comunicação e regimes políticos; sistemas e produção de comunicação. Exerceu cargos de representação como vice-presidente da COMPÓS – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e secretária da COMPOLITICA – Associação de Pesquisadores em Comunicação e Política.

Link para o evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1696403100665680

Empreender, Colaborar e Inovar é só começar

Dia 15/05, das 9h às 11h, palestra com Cesar Paz, ex-CEO da AG2 e professor de Comunicação Digital da Unisinos.

Lançamento do Projeto de Economia Criativa 2017 do SEBRAE-RS em parceria com o SeedingLab, laboratório de design estratégico para inovação cultural e social no Campus Unisinos Porto Alegre, sala 622.

Informações: seedinglab@unisinos.br

18342318_10207039376621965_9131417662489297966_n

Carta Aberta para a Comunidade de Design: Levante pela Democracia

Reproduzimos aqui a tradução em português da Carta Aberta para a Comunidade de Design: Levante pela Democracia escrita por Ezio Manzini e Victor Margolin em 5 de março de 2017, em Chicago, EUA:

Estamos em tempos difíceis e perigosos. Durante muitos anos, vivemos num mundo que, apesar de seus problemas, estava comprometido com os princípios da democracia, nos quais os direitos humanos, as liberdades fundamentais e as oportunidades de desenvolvimento pessoal estavam aumentando. Hoje, este quadro mudou profundamente. Há ataques à democracia em vários países – incluindo aqueles em que a democracia parecia ser inabalável.
Diante desses desenvolvimentos, acreditamos que a comunidade de design deva tomar uma posição, falar e agir: praticantes, pesquisadores, teóricos, estudantes, jornalistas, editores e curadores – todos que estão profissionalmente envolvidos em atividades relacionadas ao design.

Não temos de partilhar exatamente a mesma ideia do que é a democracia: para defendê-la como um valor central, basta reconhecer a forte convergência entre a democracia e o design em quatro aspectos:
(1) design da democracia – melhorar os processos democráticos e as instituições sobre as quais se constrói a democracia;
(2) design para democracia – permitir que mais pessoas participem no processo democrático, especialmente através da utilização da tecnologia;
(3) design na democracia – construir o acesso, a abertura e a transparência nas instituições de forma a garantir igualdade e justiça;
(4) design como democracia – a prática do design participativo para que diversos atores possam moldar nossos mundos presentes e futuros de maneira justa e inclusiva.

O desenvolvimento de formas e processos democráticos sempre envolveu o design, e deve continuar a fazê-lo. Mas precisamos fazer mais, agora, do que projetar como normalmente.

A melhor maneira de resistir a essas tendências negativas é conceber, desenvolver e conectar novas possibilidades para a democracia e o bem-estar. Em todas as áreas possíveis onde o design tem voz, isso significa conceber ações altamente visíveis e eficazes que respondam aos desafios cruciais de hoje: criação de emprego, reforma do bem-estar, sustentabilidade ambiental. À medida que esses fios de ação interagem e se sustentam, podem se tornar uma forma dinâmica de resistência pró-ativa.

Para além de expressar e compartilhar a nossa preocupação, esta carta pretende ajudar a aprofundar e ampliar as ações em que a comunidade do design, com toda a sua riqueza e diversidade, já está a tomar uma posição. Estas discussões e iniciativas merecem mais visibilidade.

Estamos enviando esta carta para amigos e colegas que desempenham papéis diferentes na comunidade de design: associações de design, escolas de design, centros de pesquisa, publicações de design e mídia, instituições culturais relacionadas ao design.

Aos membros desta comunidade que concordam com o espírito desta carta, propomos três ações:

– escrever uma declaração pessoal de menos de 500 palavras;
– divulgue a declaração em suas redes;
– organizar um evento nos próximos meses.

Nós dois estamos empenhados em coletar essas declarações, além de informações sobre os eventos conforme estão sendo organizados, e torná-los visíveis em todas as formas possíveis.

Como podemos ser eficazes neste trabalho depende de como esta carta é recebida, e que novas energias ela gera. Esperamos que ela irá estimular os designers a se levantar e lutar pela democracia em suas próprias comunidades e em todo o mundo.

Texto original em inglês: http://www.desisnetwork.org/2017/04/11/open-letter/

Semiótica, estética e design

48d206_14eee58b5d5346c6904a82d38f245433mv2

Já está disponível através da Editora Fi a obra Semiótica, Estética e Design organizada pelos professores Fabio Parode e Ione Maria Ghislene Bentz. O conjunto de artigos apresentados neste volume corresponde aos trabalhos realizados durante os seminários de Estética e Cultura Contemporânea e Processos de Significação e Comunicação, oferecidas para os alunos de Mestrado em Design da Unisinos, em 2015. Ambos os  seminários, ainda que com metodologias diferentes, têm como proposta a qualificação das discussões e produções de design estratégico.

Em Estética e Cultura Contemporânea, busca-se apresentar e discutir temas ligados à produção da arte e de design, com foco nas relações entre produção de artefatos e cultura e nas sensações produzidas no corpo pelos sentidos simbólicos. Busca, sobretudo, elementos para a construção de pensamento crítico sobre a relação entre o design e o contexto no qual ele se insere, identificando a estruturação de poder dos agentes discursivos. Design, nesta perspectiva, é entendido como agente cultural, dispositivo capaz de agenciar, promover ou alienar os sujeitos, seja de seu papel social, seja de sua própria percepção de si mesmo. O substrato teórico, trabalhado ao longo do seminário de Estética, busca corroborar o pensamento sobre o design, sobre as práticas de projetação na perspectiva do design estratégico, especialmente naquilo que diz respeito à produção das condições do convívio coletivo e de projeto de futuro.

É a produção de sentidos simbólicos o que une os dois seminários, sendo que Processos de Significação e Comunicação parte das perspectivas semióticas para a compreensão dos significados produzidos e postos em circulação pelos meios de comunicação, em seus vários suportes tecnológicos. Trabalha-se os textos como discursos, o que confere relevância aos sujeitos na produção da intersubjetividade. A relação entre texto, imagem e discurso aparece como fundamento para a compreensão dos agenciamentos através das formações maquínicas, nos movimentos de territorialização, desterritorialização e reterritorialização. A identificação de diferentes regimes de signos, de linguagens e de processos de comunicação leva à discussão de métodos de análise que, correlatos à compreensão de design como linguagem, agrega valor à formação do design como agente transformador da sociedade pela produção de dispositivos de sentidos simbólicos agregados.

Publicação disponível em: http://www.editorafi.org/098fabio

Sementes Urbanas

14680805_1781135792164264_9114130951421019483_o

Vamos debater a cidade.
Vamos olhar o urbano pelas lentes do outro.
Vamos mergulhar na produção que surge desse espaço.
E vamos viver essa curta e efêmera experiência criativa em um lugar que ressignifica o papel de ser e estar na cidade diariamente.

►►PROGRAMAÇÃO◄◄
░ 18h00 Tudo começa com uma •mostra fotográfica• com imagens pautadas na estética da produção dos fotógrafos modernistas brasileiros, que registravam o cotidiano da cidade até seus detalhes a um nível abstrato.
░ 18h30 Profa Dra Karine Freire, pesquisadora do PPG em Design da Unisinos e coordenadora do Bacharelado em Moda, •apresenta• o SeedingLAB – Laboratório de pesquisa sobre Inovação Social e Cultural filiado à rede internacional DESIS.
░ 19h00 •Palestra “A arte como critério ao projeto da cidade”• com Raimundo Giorgi e Prof Dr Paulo Reyes
░ 20h30 •Poquet showzão• com A banda Maleta Elétrica, grupo instrumental que toca blues-rock autoral
+ •mostra de curtas• (_detalhes em breve_)
░ 22h00 E tudo termina com uma calorosa despedida.

►►FOME E SEDE◄◄
# The Walking Pizza (bike)
# Cervejaria artesanal Solerum
# Caves do Brasil, vinhos e espumantes (bike)
# Café Mineraux, residente do Vila e parceiro dos eventos.

O Vila Flores adota um sistema de redução de resíduos, por isso você pode trazer seu copo ou adquirir um Copo Eco na hora (e retornar depois se quiser, com a devolução integral do $)

►►RESUMO◄◄
Quando: dia 27/10, quinta-feira, 18h-22h
Quanto: R$ 5 (sim, cinco pilinhas)
Onde: Vila Flores, Rua Hoffmann, 447
O que: mil coisas imperdíveis com chance única de ver.

▒ Organizado por: SeedingLAB em parceria com o Vila Flores.
▒ Aline Bueno, Beatriz Sallet, Carlo Franzato, Coral Michelin, Cristiane Schnack, Frank Jorge, Karine Freire, Marina Chiapinotto, Milton Rainer e Paula Visoná, com a ajuda da equipe do Vila e dos alunos da Unisinos.

Mesa Redonda – Design para Inovação Social

14729328_1781925912085252_7803893520205040893_n

Pesquisadores do SeedingLab estão compondo uma mesa redonda dentro da programação da Semana do Empreendedorismo e da Inovação da Unisinos, para discutir as Casas Colaborativas de Porto Alegre e suas iniciativas de inovação social.

_QUEM_
Aline Bueno, articuladora social, membro da Associação Cultural Vila Flores
Aron Litvin, co-fundador do Estúdio Nômade e do Translab
Coral Michelin, designer e membro do Paralelo Vivo

Apresentação e mediação da Profa Dra Karine Freire, pesquisadora do PPG em Design e coordenadora do Bacharelado em Moda.

_ONDE_
Local: Audiovisual 2 – Colégio Anchieta
Dia 25/10, terça, às 19h30.

Entrada gratuita.

https://www.facebook.com/events/1132288696841701/