O vocábulo Aggiornare, traduzido do italiano, significa atualizar. Esta palavra foi a orientação chave dada como objetivo para o Concílio Vaticano II, proclamado pelo Papa João XXIII em 1962, há exatos 50 anos.

O Concílio II se diferenciou do anterior, datado de 1869, justamente por não ter sido eurocentrista. Representantes da África, Ásia e América Latina fizeram-se presentes e puderam fazer parte do debate e das tomadas de decisão sobre os novos rumos, ou o aggiornamento, que a Igreja deveria tomar dali pra diante na transmissão de uma mensagem adequada aos homens contemporâneos bem como outras questões pastorais.

Segundo o cardeal Carlo Maria Martini, o Concílio foi muito importante pois ajudou a igreja a encontrar uma maneira de dialogar melhor com as igrejas não-católicas, um entendimento de maneira plena os textos litúrgicos, a aplicação da utilização das línguas de cada país nos textos da igreja e o decreto sobre a liberdade religiosa.

Lembrando os 50 anos do Concílio Vaticano II, a edição nº 401 de IHU On-line traz o tema “Concílio Vaticano II. 50 anos depois”, debatendo as possibilidades e os desafios enfrentados pela igreja católica na atualidade, entrevistando diversas ordens.

A revista também traz duas entrevistas e dois artigos que completam a edição:  Apátridas e refugiados: direitos humanos a partir da ética da alteridade, que será tema do próximo IHU Ideias do dia 6 de setembro e A mística e o enfrentamento radical da miséria humana.

Acesse a revista IHU On-line

Por Wagner Altes

Para ler mais:

Deixe uma resposta