“Mapear os processos dentro dos quais os saberes e os poderes agem uns sobre os outros, em um processo de coprodução circular sobredeterminada pela axiomática do capital e por algumas formas contemporâneas de acumulação”, é a proposta do professor Sandro Chignola no artigo que acaba de ser publicado em Cadernos IHU ideias, nº. 228.

O texto, intitulado A vida, o trabalho, a linguagem. Biopolítica e biocapitalismo, é a conferência proferida pelo professor durante o XVII Simpósio Internacional IHU – Saberes e Práticas na Constituição dos Sujeitos na Contemporaneidade, realizado em setembro, na Unisinos São Leopoldo.

No artigo, Chignola esclarece que o conceito de biopolítica não se refere a “um período de transição do capitalismo”, mas sim como um princípio fundamental do capitalismo, onde tudo é movimentado por uma disputa de poder e controle. Nesse sentido, o professor destaca que o neoliberalismo funciona como alavanca para que o “espírito empresarial e a concorrência” atuem como a regra geral na condução do capital.

Além disso, Sandro Chignola fala da relação entre biocapital, entendido como “um dispositivo de acúmulo e de valorização”, e tecnociência; dos processos de acumulação; do capitalismo congnitivo; e de como o biocapitalismo funciona como uma forma de “disciplinamento e captura da vida”. Estes, entre outros, são alguns dos temas abordados pelo filósofo ao longo do texto.

Sobre o autor

Chignola é professor de Filosofia Política no Departamento de Filosofia, Sociologia, Pedagogia e Psicologia Aplicada na Universidade de Pádua, Itália. É doutor em História do Pensamento Político. Realizou pós-doutorado na École des Haute Études en Sciences Sociales e na École Normale Supérieure de Lettres et Scinecs Humaines. É autor, entre outros, de Historia de los conceptos y filosofia política (Madrid: Biblioteca Nueva, 2010).

O professor publicou na edição 214 do Cadernos IHU ideias o texto intitulado Sobre o dispositivo. Foucault, Agamben, Deleuze.

Cadernos IHU ideias

Para acessar a versão on-line desta edição do Cadernos IHU ideias acesse aqui. A versão impressa pode ser retirada na Secretaria do Instituto Humanitas Unisinos – IHU ou solicitada pelo e-mail humanitas@unisinos.br.

Fique atento/a

Já está disponível também a edição Cadernos IHU ideias com o artigo “Um olhar biopolítico sobre a bioética”, escrito pela professora Anna Quintanas Feixas, da Universidade de Girona, na Espanha.

Por Cristina Guerini

Para ler mais

Deixe uma resposta