Foto: Divulgação

“Os recursos hídricos refletem em suas águas um capítulo da história do desenvolvimento. De um estado natural da época do descobrimento, passaram a ser indicadores do comportamento da civilização. Os rios corriam em paz em seu território, hoje as suas águas são disputadas em seus diferentes usos e poluídas”, responde o professor Dieter Wartchow, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line.

Segundo ele, a pobreza atua no sentido oposto da racionalidade e do equilíbrio ambiental. “Portanto, é preciso mudar hábitos e comportamentos, e distribuir saberes e conhecimento, através de uma interação constante com o meio ambiente”. E continua: “A educação ambiental e a participação do cidadão nas tomadas de decisão também podem contribuir para o saneamento do ambiente melhor e mais saudável. A educação começa em casa.”
.
Ao finalizar a entrevista, Dieter deixa seu recado aos leitores: “A preservação da vida depende do cuidar da gente, da vida, dos animais, da saúde do meio ambiente, das cidades, do rio e da água. Devemos desenvolver a aptidão para transformar problemas em oportunidades. Devemos crescer sem destruir. Crescer com educação, cultivando e cuidando da seiva da vida, a água, a floresta, os animais, o ar e o solo. Isso parece muito filosófico, mas é o amor à sabedoria que poder fazer convergir ideias e ações para promover a progressiva visão do futuro que queremos.”
.
Dieter Wartchow, graduado em Engenharia e mestrado em Hidrologia Sanitária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, doutor em Engenharia Sanitária e Ambiental pela Universidade Stuttgart, Alemanha e professor no Instituto de Pesquisas Hidráulicas – IPH, da UFRGS, estará presente no IHU hoje (24 de maio), onde abordará o tema: “Rio+20 e recursos hídricos: tecnologias sustentáveis no tratamento de águas residuais”.
.
Para conferir a programação completa do evento, acesse o sítio.
Para conferir a entrevista na íntegra, acesse o sítio da Revista IHU On-Line.

Confira outras entrevistas do professor.


Para ler mais:

Deixe uma resposta