Aliança Tapajós Vivo

Em fevereiro 24, 2010 1 comentário

Recebemos de Edilberto Sena, padre e diretor da Rádio Rural de Santarém, a seguinte mensagem:

Prezados editores do excelente noticiário IHU On-line que recebemos diariamente e que nos ajuda bastante aqui na Rádio Rural de Santarém, Pará.

Hoje lhes repasso um relato do último encontro em defesa dos povos e rio Tapajós, realizado na última sexta feira em Itaituba.

Ao ler sobre os movimentos em defesa do rio Xingu, estando nós solidários e em sintonia com o Movimento Xingu Vivo, ao mesmo tempo ficamos muito preocupados com o andamento deste processo autoritário do governo federal em construir mega hidroelétricas na Amazônia.

O rio Xingu, graças a Deus, tem tido magnífica defesa e solidariedade aos lutadores contra a famigerada hidroelétrica de Belo Monte.

Ao mesmo tempo ficamos bastante preocupados. Pode ser que com tal pressão nacional o governo venha a recuar da obstinada empreitada e aí, nossa preocupação: o processo de implantação de cinco hidroelétricas na
bacia do rio Tapajós
. Afinal, em termos de potência, as cinco do Tapajós promete a Eletronorte garante 10.500 megawatts, o equivalente a Belo Monte. Como o movimento em defesa do Tapajós está mais lento, a sociedade circundante ainda está em boa parte iludida com as mentiras da strong>Eletronorte, de geração de empregos, desenvolvimento e chegando a atual governadora do Pará, Ana Júlia Carepa dizer publicamente em
Itaituba duas semanas atrás, que o Pará precisa de mais hidroelétricas, num comportamento irresponsável.

Mas nossa luta vai se firmando e lutaremos até as últimas conseqüências na defesa de nossas culturas e o belo rio Tapajós.

Segue abaixo um relato do último encontro que criou a Aliança Tapajós vivo, com 27 representações de entidades e organizações da sociedade civil
regional. Gostaríamos que IHU fortalecesse essa nossa luta em defesa da vida.

Grato pela atenção,
Pe. Edilberto Sena

Uma resposta

  1. Parabéns pela iniciativa de defender a Amazônia e todas as nossas riquezas.
    Como posso ajudar??

    Circula no Twitter uma tag contra a construção da usina de Belo Monte, se puder, participe:
    #UHEBeloMonteSoucontra.

Deixe uma resposta