A luta pela moradia urbana está cada vez mais intensa. Com as obras realizadas pelo país, principalmente devido ao tão “esperado” evento da COPA 2014, muitas famílias foram e ainda são removidas de suas moradias, submetendo-se a acreditar nas promessas do governo. “Estamos ainda fazendo um levantamento para saber quantas famílias serão removidas, mas posso dizer desde já que são muitas. Somente na comunidade que vive na Vila Autódromo, na Barra da Tijuca, mais de 350 famílias estão sob ameaça de remoção. Ainda não temos um número preciso, mas certamente serão mais de 3 mil pessoas apenas no Rio de Janeiro”, disse Roberto Morales, assessor do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) e organizador da plenária dos movimentos sociais, em entrevista concedida à IHU On-Line, em janeiro deste ano.
.
As opiniões sobre o assunto são muito críticas e, na maioria das vezes, negativas. Embora Nirce Saffer Medvedovski analise o projeto Minha casa minha vida como uma solução em relação à crise econômica mundial e também para parte da população que não tem condições dignas para viver, ela alerta para a forma de gestão que será dada às habitações lançadas a partir desse plano. “Você paga pelos impostos, pela água e pela luz e lida diretamente com o tema do financiamento ou subsídio, ou você tem algo intermediário, como um condomínio? Isso muda radicalmente o tema da gestão e da manutenção da propriedade”, reflete ela, em entrevista que concedeu por telefone no mês de abril.
.
Para a historiadora Silvia Zanirato, “O maior desafio é o de se ter vontade política suficiente para reverter a situação de exclusão social, de se ter coragem de enfrentar os interesses do mercado imobiliário e considerar o solo não por seu valor de troca, mas pelo valor de uso, uma condição necessária para a sobrevivência digna da humanidade”. Pela relevância do assunto, o Instituto Humanitas Unisinos – IHU trará para uma palestra a Belª. Natália Martinuzzi Castilho – Unisinos, com o tema “Direito de resistência”: a luta social pelo direito à moradia urbana. O evento ocorrerá no dia 16 de agosto, às 17h30min, na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros, no IHU.
.
Para consultar mais informações sobre o evento, acesse o sítio.
.
Por Luana Taís Nyland

Deixe uma resposta