Após o período de recesso, o nosso sítio voltou a ser atualizado normalmente com entrevistas, notícias e artigos. Nos próximos dias, entra no ar uma entrevista com Viviane Ramiro da Silva, integrante da Comissão Pastoral da Terra. O tema da entrevista? Porto do Açu.
.
Na entrevista concedida à nossa equipe de Jornalismo, Viviane fala a respeito da construção do empreendimento da empresa LLX, pertencente a Eike Batista (foto). O Porto do Açu integra o Complexo Industrial Portuário do Açu, unidades petroquímicas, cimenteiras, montadoras de automóveis, usinas termoelétrica, além de um minerioduto de 525 quilômetros, ligando a mina de ferro de Alvorada, Minas Gerais, ao Complexo Industrial.
.
De acordo com Viviane, o minerioduto passa por áreas de reservaambiental, dentro do assentamento que é o maior do interior do estado do Rio de Janeiro. “O projeto vem sem nenhuma discussão coletiva com essas comunidades. Não há diálogo do Estado com a sociedade no sentido de apontar alternativas. Parece que não se vive num estado de direito”, afirma.

Projeto Porto Açu

.
Além disto, a entrevistada ressalta que “o impacto maior será para a produtividade agrícola das famílias que produziam aqui e contribuíram para a recuperação ambiental dessa região, que estava totalmente degrada, pois era só plantação de cana e queimadas, e hoje em dia se conseguiu reflorestar parte dessa terra.”
.
Ficou interessado? Em breve a entrevista será disponibilizada na íntegra em nosso sítio.
.
Por Rafaela Kley
.
Para ler mais:

Deixe uma resposta