A decisão do ministro Alexandre Padilha de cancelar a campanha “sou feliz sendo prostituta“, de combate a doenças sexualmente transmissíveis, foi criticada por Claudio Lorenzo, da Associação Brasileira de Bioética. Ele a classificou de “moralina”.
.
“Trata-se, diz Lorenzo, de conceito criado por Nietzsche, o filósofo, “para designar a atitude de quem nega a realidade, colocando seus valores acima do sofrimento e da verdade alheia. É uma moral hipócrita”, escreveu  Ancelmo Gois,  jornalista, no jornal O Globo, 07-06-2013.
.
Alexandre Padilha mandou retirar todo material do site do DST-Aids, abrigado no portal do Ministério da Saúde.
.
A questão causou polêmica entre os brasileiros e o Instituto Humanitas Unisinos – IHU gostaria de saber a sua opinião na enquete.
.
Ministro da Saúde proibe campanha “sou feliz por ser prostituta“. Você é favorável? Responda em nossa enquete ou nos comentários da postagem.

Deixe uma resposta