“É a dinâmica do capital que comanda as empresas – e não as empresas que comandam o movimento da economia. Claro que só se pode fazer o desenvolvimento do capital onde existem condições para isso, incluindo-se políticas econômicas adequadas”, escreve Enéas Costa de Souza, em entrevista concedida à IHU On-Line.
.
Ele reitera que “é preciso entender que a valorização do capital não é apenas a sua internacionalização nem multinacionalização, mas a sua mundialização. E a forma que vai tomar essa mundialização depende da disputa acirrada dos capitais e dos países. Aqui a economia política revela o entrelaçamento entre a geoeconomia e a geopolítica”.
.
Para fomentar o debate sobre capital financeiro e tecnologia, o economista estará presente hoje, às 17h30min, no IHU ideias, Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros, no IHU. Segundo ele, “toda a economia capitalista, hoje, é financeira”.
.
O Prof. MS Enéas Costa de Souza (Fundação de Economia e Estatística – FEE) é economista, ex-secretário de estado de Ciência e Tecnologia, psicanalista e estudioso de questões brasileiras. Sua palestra é intitulada de “Revoluções Tecnológicas e Economia: a insustentável leveza do capital financeiro”.
.
Para mais informações, acesse a agenda.
.
Por Luana Taís Nyland
.
Para ler mais:

Deixe uma resposta