“As Grandes Transformações foram operadas nos subterrâneos da Grande Moderação. A velha toupeira do capitalismo e de seus negócios não só redefiniu em poucos anos a distribuição espacial da produção, do comércio e dos fluxos de capitais, como cavou os buracos em que iriam soçobrar as crendices sobre a eficiência dos mercados autorregulados no provimento de informações para os agentes racionais e otimizadores”, escreveu Luiz Gonzaga Belluzzo, em janeiro.
.
A crise econômica iniciada em 2008 e que continua até os dias de hoje é relatada através de alguns filmes. Um deles, dirigido e escrito por Michael Moore, Capitalismo: uma história de amor (Capitalism: A Love Story), estreou na 66ª Edição do Festival de Veneza. A crise financeira global de 2007–2009 é o tema central da obra, na transição do governo de George W. Bush para o de Barack Obama e no pacote de estímulo à economia sancionado por este último.
.
Com o intuito de debater e refletir sobre o capitalismo e sua crise, o documentário será exibido pelo Instituto Humanitas Unisnos – IHU em 22-04-2013, dentro do Ciclo de filmes: Crise do Capitalismo no Cinema – IHU Cinema, das 17 às 19h, na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros, no IHU. As inscrições para o evento são gratuitas e as informações podem ser encontradas na agenda.

Assista o trailer do filme abaixo:

[youtube]1tI1RTAQc2M[/youtube]

Por Luana Taís Nyland

Deixe uma resposta