Arquivos da categoria ‘espiritualidade’

Orações inter-religiosas

Em 21 janeiro, 2010 Comentar

Neste espaço se entrelaçam poesia, arte e mística. Através de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é absoluta transcendência e absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Texeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora e com Pulika, artista plástico de Brasília, autor da ilustração.

COISAS DE JAGUNÇO VELHO – João Guimarães Rosa

Depois de tantas guerras, eu achava um valor viável em tudo que era cordato e correntio, na tiração de leite, num papudo que ia carregando lata de lavagem para o chiqueiro, nas galinhas d’angola ciscando às carreiras no fedegoso-bravo, com florezinhas amarelas, e no vassoural comido baixo, pelo gado e pelos porcos (…)

Fonte: João Guimaraes Rosa, em “Grande Sertão: Veredas“.

coisas de jagunço velho pulika

Neste espaço se entrelaçam poesia, arte e mística. Através de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é absoluta transcendência e absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Texeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora e com Pulika, artista plástico de Brasília, autor da ilustração.

Servidor da Vida  –   Lao-Tsé, mestre taoísta

Ó Tao!
Tu, que tudo superas!
Em ti está o Todo.
Em ti, a vida de todos os seres!
Tu não te negas a ninguém,
Tu, que tudo realizas,
Tudo nutres,
Tudo fazes prosperar!
Tu, o eterno servidor da vida,
Jamais te vanglorias de nada.
Pequenino pareces aos que ignoram
A tua grandeza.
Grande, porém, és
Tu, de quem tudo vem
E a quem tudo volta.

Fonte: Lao -Tsé. Tao Te Ching. São Paulo: Martin Claret, 2003, p. 92.

Servidor da vida, pulika

Neste espaço se entrelaçam poesia, arte e mística. Através de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é absoluta transcendência e absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Texeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora e com Pulika, artista plástico de Brasília, autor da ilustração.

 

Em justiça e fidelidade       Profeta Mohammad 

Assalamu alaikum!

Eu busco refúgio em Allah
de conhecimento que não traz sabedoria,
de um coração que carece de gentileza,
de desejos que trazem descontentamento
e de súplicas que não são atentidas

Profeta Mohammad, relatado por Abu Hurairah.

Fonte: Fórum Islâmico , cortesia de Maria Moreira.

 

em justiça e fidelidade, pulika

Orações inter-religiosas

Em 31 dezembro, 2009 Comentar

Neste espaço se entrelaçam poesia, arte e mística. Através de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é absoluta transcendência e absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Texeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora e com Pulika, artista plástico de Brasília, autor da ilustração.

Não sei…    –  Cora Coralina

Não sei… se a vida é curta ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa
demais mas que seja intensa, verdadeira e pura…
Enquanto durar.

não sei - pulika

Orações inter-religiosas

Em 23 dezembro, 2009 Comentar

Neste espaço se entrelaçam poesia, arte e mística. Através de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é absoluta transcendência e absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Texeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora e com Pulika, artista plástico de Brasília, autor da ilustração.

O Deus que vem –Teilhard de Chardin

Deus é, antes, para nós o eterno Descobrimento
e o eterno Crescimento.
Quanto mais julgamos compreendê-lo,
mais ele se mostra diferente do que julgávamos.
Quanto mais julgamos tê-lo agarrado,
mais ele recua,
atraindo-nos para as profundezas de Si próprio.
Quanto mais nos aproximamos dele,
por todos os esforços da natureza e da graça,
mais ele aumenta com o mesmo movimento,
a sua atração sobre as nossas potências,
e a receptividade das nossas potências
a essa divina atração.  

Fonte: O meio divino. Lisboa: Presença, p. 160.

o deus que vem pulika