Arquivos da categoria ‘Enquetes’

Houve um tempo que em que Igreja e Estado andavam lado a lado na administração do país. Hoje não é mais assim. Separados, cada um trabalha de formas diferentes para fazer da sociedade um lugar melhor.
.
Pensando nisso, entidades gaúchas propuseram uma petição para que seja proibido o uso ou permanência de símbolos religiosos em espaços de prédios públicos. Assim, segundo a proposta, ficaria mais evidente a separação do Estado da religião, além de não favorecer uma crença específica.
.
O Instituto Humanitas Unisinos – IHU quer saber o que você acha dessa proposta. Vote e comente na enquete que está em nosso site!

O deputado federal Renato Moling, do PP-RS, propôs medida que permite a criação de restaurantes exclusivos para fumantes. Segundo Moling, essa regulamentação respeitaria as liberdades e as atividades sem radicalismos, ao contrário de algumas ONGs e a ANVISA que querem uma proibição total do fumo.
.
Perguntamos aos leitores do Instituto Humanitas Unisinos – IHU o que eles acham dessa proposta. Confira, abaixo, os resultados e comentários.
.
» 30,43% dos leitores concordam totalmente da proposta;
» 8,7% dos leitores concordam parcialmente da proposta;
» 49, 28 dos leitores discordam totalmente da proposta;
» 5,8 % dos leitores discordam parcialmente da proposta;
» 5,8 % dos leitores acham que tanto faz como fez;
.
A leitora Elia Somar Silva diz que devemos lutar para as pessoas serem saudáveis e acha que a proposta de Moling tenta ”prejudicar de várias formas a humanidade”.
.
“Agora quem fuma tem privilégios, incrível! Acho que não tem nada a ver fumar na hora de comer, falta de respeito total com quem não é fumante”, disse uma leitora, que não se identificou.
.

Para ler mais:

Dividir o Pará?

Em 28 novembro, 2011 Comentar
Está chegando a hora dos paraenses votarem. No dia 11 de dezembro ocorrerá o plebiscito sobre a divisão do estado do Pará, que mostrará a opinião dos cidadãos sobre o assunto. A proposta é a formação de dois novos estados, além do atual Pará: Tapajós e Carajás.
.
“Será a primeira vez no país que a divisão de um estado será realizada através de um plebiscito”, diz Edilberto Sena, em entrevista concedida à IHU On-Line. Segundo ele, os vários outros novos estados emancipados no Brasil foram feitos através de decisão de cima para baixo, sem participação das populações. “Esta é uma oportunidade importante de politização dos eleitores e das eleitoras para a decisão de emancipar ou não as duas regiões”.
.
O Instituto Humanitas Unisinos – IHU quer saber: qual a sua opinião sobre a divisão do estado do Pará? Vote e comente acessando a enquete disponível em nosso site (lado esquerdo – parte inferior).
.
Para ler mais:

Retirar os símbolos religiosos dos espaços públicos. Esta é a proposta da Liga Brasileira de Lésbicas do Rio Grande do Sul. A entidade, apoiada por outros movimentos sociais, entregou uma petição à Assembleia Legislativa e à Câmara de Vereadores de Porto Alegre, alegando ser necessária a retirada de crucifixos dos prédios públicos do Estado.
.
De acordo com a articuladora da LBL-RS, Ana Naiara Malavolta, é preciso haver “uma separação formal entre Estado e religião. Na medida em que espaços públicos exibem símbolos de uma única crença, desqualificam as outras. É bom que se faça essa discussão”.
.
Você concorda com esta proposta? Vote e dê a sua opinião acessando a enquete disponível em nosso site (lado esquerdo – parte inferior).

Constituinte exclusiva

Em 15 novembro, 2011 Comentar
O PSD quer aprensentar proposta de emenda constitucional (PEC) prevendo a realização de uma reforma da Constituição Federal em dois anos (2015 e 2016), por meio de uma assembleia eleita em 2014 exclusivamente para esse fim.
.
Pela PEC, a assembleia revisora exclusiva só não poderá alterar as chamadas “cláusulas pétreas”, previstas no artigo 60 (a forma federativa de Estado, o voto direto, secreto, universal e periódico, a separação dos Poderes e os direitos e garantias individuais).
.
O Instituto Humanitas Unisinos – IHU perguntou aos seus leitores o que eles pensam sobre essa proposta. Confira, abaixo, os resultados e comentários.
.
» 18,97% dos leitores concordam totalmente com a proposta;
» 6,9% dos leitores concordam parcialmente com a proposta;
» 51,72% dos leitores discordam totalmente da proposta;
» 5,17 % dos leitores discordam parcialmente da proposta;
» 17,24 % dos leitores não têm opinião formada sobre o tema.
.
O leitor Valdimário Ferreira Beltrão não concorda com a proposta. Ele diz que “basta aplicar a (Constituição) de 1988, não precisa de outra.”
.
“Proposta completamente descabida, demonstra a total falta de programa político partidário. Trata-se do mais puro oportunismo, mais do que isso, querer alterar a Constituição Cidadã de 1988, para que? Aprovar uma Constituição elitista, favorecedora da corrupção, que não priorize a reforma agrária e a taxação das grandes fortunas?”, opina a leitora Thais.